@@ Desde Música a Astronomia !Da História a Arte antiga e Contemporânea,Ecologia e Meio Ambiente,Consciência Global,Notícias e também Vídeos sobre vários temas e Jogos! @@

Postagens populares !

Curtir no Facebook

Blogosfera amigos !

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Linux MultiMedia Studio para Windows

Interface do LMMS
Apesar do nome, este belo programa o - LMMS — não é um programa exclusivo para usuários de Linux. Aqueles que escolheram o Windows como sistema operacional também podem usufruir desta poderosa ferramenta de edição de áudio.

Profissionais da música e curiosos têm ao seu dispor um programa que satisfaz a ambos os tipos de usuário. Quem tem maiores conhecimentos sobre programação pode ainda tentar melhorar o programa, já que ele tem código-fonte aberto.

Pacotão de recursos

O Linux Multimedia Studio — ou LMMS — é tão completo que você não precisará de nenhum outro para criar e editar músicas de modo fácil, mas sem deixar de lado a potência. Com suporte a plugins VST e LADSPA, plugins de efeito, osciladores, etc., o LMMS permite que você componha loops e samples, sintetize e mixe sons ou utilize o teu teclado MIDI para gravar diretamente no programa.

Aplique efeitos a sons previamente gravados ou utilize o teclado virtual para compor livremente e depois utilizar no sistema de múltiplas faixas. Você tem controle total sobre sua criação, com os vários editores disponíveis — e não são poucos —, usando só o seu mouse a maior parte do tempo. DJs, produtores musicais, bandas ou mesmo curiosos encontrarão no Linux MultiMedia Studio tudo que precisam para criar e melhorar suas músicas ou simplesmente para se divertir.

Demonstração

Veja abaixo um vídeo mostrando do que o Linux MultiMedia Studio é capaz:

Interface

Cada ferramenta está bem organizada em sua própria janela, para que você facilmente localize a opção que precisa. Na janela “Song-Editor”, por exemplo, você controla como sua música é executada, faz cortes, organiza e adiciona faixas, grava e executa sua composição, além de visualizar facilmente todas as informações, pois a interface é amigável e auto-explicativa com um visual limpo e informações claras.

Profissionais do ramo ou mesmo entusiastas já estão acostumados com os nomes e jargões dos programas musicais. Por isso, é desnecessário explicar o que o “Mixer” ou o “Beat+Bassline Editor” fazem, assim como controles como “Decay”, “Pitch” e “Gate”. Usuários amadores podem na prática descobrir facilmente o que cada função e controle faz.

Além das várias janelas de configuração, mais as que você mesmo pode adicionar — como janelas dos efeitos que você importou para o programa —, o Linux MultiMedia Studio tem seu próprio gerenciador de arquivos, que está dividido em seis subitens. Em “Instrument Plugins” você adiciona automaticamente efeitos a faixas ou samples, simplesmente arrastando com o mouse e soltando em cima da área desejada.

Painéis de efeitos

O botão “My Projects” permite que você gerencie todas as suas composições e veja as músicas que já vêm com o Linux Multimedia Studio. Em “My Samples” você vai encontrar uma infinidade de samples prontos para você manipular e utilizar à vontade em suas composições. Tudo está dividido em categorias como efeitos, baixos, percussão, etc.

Clicando em “My Presets” você poderá escolher entre inúmeros efeitos prontos e poderá adicioná-los às suas músicas, deixando-as muito mais dinâmicas e modernas. A opção “My Home” mostra as pastas da sua conta de usuário no computador. Se clicar em “Root Directory”, o Linux MultiMedia Studio mostrará as pastas do seu computador, para que você localize facilmente qualquer arquivo, sem precisar sair do programa para isso.

Múltiplas faixas

Formatos de arquivo

Além de salvar seu trabalho no formato próprio do programa, para que possa editar mais tarde, você pode exportar sua criação para o formato WAV ou OGG. Não é possível exportar para MP3.

Créditos:Baixaki

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nuvem de Tags

Assista meu canal musical no Youtube!